Blog

Pagamento de Tributos Federais – Hora de automatizar

Tempo de leitura: 3 minutos

Como sua empresa realiza o pagamento de tributos federais? O procedimento ainda é todo manual – desde o cálculo dos tributos até o pagamento das guias? Talvez seja a hora de automatizar esse processo.

A utilização da tecnologia no departamento fiscal é uma tendência que deve ditar o futuro das operações. São muitas as facilidades proporcionadas pelas soluções digitais – incluindo a automação da rotina de pagamento de tributos federais.

Quer entender melhor como simplificar o recolhimento dos tributos na sua empresa? Confira logo a seguir!

Emitir guias

Quais são os principais impostos federais?

Quando falamos sobre o pagamento de tributos federais, estamos falando sobre uma grande quantidade de tributos a serem pagos pelas empresas brasileiras. Veja quais são os principais deles:

  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI): incide sobre os produtos industrializados. Possui uma alíquota que varia de acordo com o que é vendido (chegando a mais de 300% em alguns casos) e tem a sua base de cálculo de acordo com o preço de venda, mas pode sofrer variações.
  • Imposto de Importação (II): incide sobre a importação de produtos estrangeiros.
  • Imposto de Exportação (IE): cobrado pela exportação de produtos por empresas brasileiras, incidindo sobre o valor final do produto.
  • Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ): incide sobre a renda bruta de empresas de todos os portes e segmentos do mercado nacional. O IRPJ possui um funcionamento e alíquotas que varia de acordo com o enquadramento tributário de cada companhia.
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS): é uma contribuição cobrada de empresas brasileiras de todos os portes, com exceção daquelas enquadradas no Simples Nacional. A base de cálculo é a receita operacional bruta, e sua alíquota pode ser de 3% ou 7,6% – de acordo com a modalidade da empresa.
  • Programa de Integração Social (PIS): outra contribuição instituída pela União que incide sobre a receita operacional bruta, com alíquotas que podem ser de 0,65% ou 1,65%, de acordo com a modalidade da empresa.
  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL): tributo que incide sobre o lucro líquido auferido pelas empresas optantes pelo Lucro Real, Presumido ou Arbitrado. Assim como o IRPJ, a CSLL também possui alíquotas que variam de acordo com o enquadramento tributário e com a atividade desenvolvida.

Por que automatizar o pagamento de tributos federais?

Com tantos tributos federais para serem recolhidos, reduzir o tempo gasto nessas rotinas pode proporcionar um salto no desempenho do departamento fiscal. E as tecnologias de automação são suas grandes aliadas neste momento.

Calcular o montante que deve ser recolhido, emitir guias para pagamento e efetivamente pagar os tributos federais são atividades que demandam muito tempo dos profissionais. Com a automação, você tira essas rotinas das mãos dos humanos e deixa os robôs encarregados por elas. Ou seja, o cálculo e o pagamento de tributos federais são realizados automaticamente – sem a necessidade de intervenção humana ao longo de todo o processo.

Com isso, você pode ter acesso a vários benefícios:

  • Simplificação dos processos e ganho de tempo. Sem a necessidade de emitir as guias de pagamento manualmente, é possível eliminar drasticamente o tempo gasto pelos profissionais do setor fiscal. Com isso, eles podem se dedicar a outras tarefas e aumentar a produtividade.
  • Redução de custos. Com a automação do pagamento de tributos federais é possível evitar dois problemas muito comuns: atrasos no pagamento e situações de pagamento de guias em duplicidade. Com isso, ocorre uma diminuição de despesas.
  • Redução de falhas humanas. Ao automatizar os processos relacionados ao pagamento de tributos federais, torna-se possível reduzir as chances de falhas humanas – como erro de digitação ou esquecimento de um prazo para pagamento.
  • Padronização de processos. O uso de uma ferramenta de automação torna mais fácil a padronização dos processos internos do departamento fiscal. Afinal, o fluxo de atividades se torna menos complexo.
  • Compliance fiscal. Como consequência dos demais benefícios, você garante o compliance fiscal da sua organização e tem mais segurança no desenvolvimento de suas atividades.
Negócio foto criado por ijeab – br.freepik.com

Dootax: soluções para simplificar o recolhimento de tributos

E, então, está na hora de automatizar o pagamento de tributos federais da sua empresa?

A Dootax tem uma plataforma que vai agilizar a sua área fiscal – incluindo a automação no recolhimento de tributos. É mais produtividade e economia para sua empresa!

  • Emita 100 guias em 5 segundos
  • Elimine erros humanos
  • Software na nuvem (SaaS)
  • Implementação rápida
  • Emissão para todo o Brasil

Você já conhecia os benefícios de automatizar o pagamento de tributos federais? Quer conhecer melhor as soluções da Dootax? Entre em contato com os nossos especialistas!

Compartilhe
Avatar
Sobre o autor

Carlos Lima

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Automação ou Automatização?
Automação ou Automatização?

Todos sabemos quão extenso e complicado é o idioma Português. No dicionário Dicio Online, por exemplo, estão catalogados 400.000 palavras. Como o idioma está em constante atualização esse número tende a aumentar. Para comparação o idioma inglês tem mapeado 600.000 palavras no dicionário Oxford, o alemão possui 330.000. Se ficou curioso e quer ver mais sobre […]

RPA Fiscal – Agilidade e Segurança no processo fiscal
RPA Fiscal – Agilidade e Segurança no processo fiscal

Você já baixou o eBook – RPA Fiscal? Veja nessa matéria um breve resumo do que você encontrará no eBook.

GNRE por apuração – ficou mais fácil gerar as guias
GNRE por apuração – ficou mais fácil gerar as guias

Você quer mais praticidade para e gerar guias de GNRE por apuração? Aprenda como realizar esse procedimento com facilidade.

Escritórios