Soluções fiscais – Dootax

Blog

CBS: benefícios e desvantagens do novo imposto

Tempo de leitura: 3 minutos

No mês de julho foi entregue a primeira parte da nova reforma tributária ao Congresso Nacional. E a grande novidade é a criação de um novo modelo de tributações sobre o consumo – com o fim do PIS e Cofins e criação de um novo tributo: o CBS.

Essa é a primeira das iniciativas que buscam simplificar o sistema tributário brasileiro, que atualmente é marcado pela sua complexidade. As empresas precisam gastar cerca de 1.501 horas/ano para encaminhar suas declarações. Justamente por isso, o Brasil figurou na primeira colocação entre os países que têm a maior complexidade para cumprir com obrigações contábeis e fiscais – segundo relatório do Doing Business, divulgado ano passado pelo World Bank

Com o CBS, o Governo busca criar um sistema tributário mais simples, neutro e homogêneo. Mas o que podemos esperar do CBS? Confira ao longo deste artigo.

Como funciona o atual PIS/Cofins?

Antes de falarmos sobre o CBS, é importante tentarmos compreender os impostos que serão substituídos: Programas de Integração Social (PIS) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins).

Esses tributos têm como fato gerador o auferimento de receitas pelas pessoas jurídicas e a base de cálculo é a totalidade das receitas (faturamento) auferidas pela pessoa jurídica. Porém, são as suas regras que dão um nó na cabeça dos contribuintes.

Atualmente, o recolhimento do PIS e Cofins funciona da seguinte forma: as empresas do Lucro Presumido pagam o PIS/Cofins de maneira cumulativa (a cada etapa da produção) a uma alíquota de 3% de Cofins e 0,65% de PIS – sem geração de crédito tributário. Já as empresas do Lucro Real pagam o PIS/Cofins de maneira não cumulativa a uma alíquota de 7,6% de Cofins e 1,65% de PIS – com geração de crédito tributário nas compras de alguns insumos.

Porém, esse conjunto de regras torna difícil a visão transparente de qual é o real tributo cobrado em produtos e serviços – e o consumidor não consegue ter clareza sobre o quanto está pagando.

Yvon Gaillard explica o que é PIS e COFINS

O que é o CBS?

O CBS (Contribuição sobre a Receita decorrente de Operações com Bens e Serviços) é o tributo criado para ocupar o lugar deixado pelo PIS e Cofins – substituindo os seguintes tributos:

  • PIS/Pasep sobre folha
  • PIS/Pasep sobre importação
  • PIS/Pasep sobre receitas
  • Cofins sobre importação
  • Cofins sobre receitas

Na prática, o CBS é um tributo que segue o modelo IVA (Imposto sobre valor agregado) com uma alíquota de 12% que incide apenas sobre a receita decorrente do faturamento empresarial, ou seja, sobre operações realizadas com bens e serviços em sentido amplo. Dessa forma, o CBS acaba a cumulatividade e a cobrança passa a ser sobre o valor adicionado por empresa.

A CBS, entretanto, não muda a tributação de empresas integrantes do Simples Nacional, Zona Franca de Manaus, não incide sobre venda de imóveis residenciais, receitas de transporte coletivo e itens de cesta básica.

Benefícios e desvantagens do CBS

A proposta da criação do CBS para substituir o PIS e Cofins é de simplificar a vida do contribuinte e gerar vários benefícios. Porém, é preciso ficar atento a alguns impactos negativos que podem surgir com essa mudança.

Confira os principais benefícios e desvantagens do CBS:

Benefícios do CBS

  • Fim da cumulatividade com a cobrança apenas sobre o valor adicionado por empresa
  • Mais transparente porque incide sobre a receita bruta e não mais sobre todas as receitas
  • Receitas não operacionais não serão tributadas (dividendos, rendimentos de aplicações financeiras e juros sobre capital próprio)
  • Redução de 52 para 9 campos na Nota Fiscal e de 70% das obrigações acessórias
  • Fim das duas maiores fontes de litígio: dúvidas sobre insumo e exclusão do ICMS e ISS da base de cálculo
  • Extinção de vários regimes diferenciados e desonerações que não se justificam

Desvantagens do CBS

  • O CBS deve elevar a carga tributária no país
  • A criação do CBS representa uma elevação drástica na tributação para alguns setores – como empresas de menor porte e setores de serviços ou que tenham a maior parte dos custos com mão de obra
  • O CBS abre portas para novas discussões e pode gerar novos contenciosos – como em relação aos marketplaces e venda de bens usados

O que você acha da criação do CBS? Como você enxerga os impactos dessa reforma tributária sobre a sua empresa? Deixe o seu comentário e confira também o webinar da Dootax em que discutimos a reforma tributária.

Reforma Tributaria: quais os principais impactos na economia?
Compartilhe
Sobre o autor

Carlos Lima

Deixe uma resposta

Posts relacionados

Organize seu trabalho com a automação para CND
Organize seu trabalho com a automação para CND

Neste artigo vamos entender melhor como você pode organizar seu trabalho com a automação para CND (Certidão Negativa de Débito). Confira!

CBS: benefícios e desvantagens do novo imposto
CBS: benefícios e desvantagens do novo imposto

Com o CBS, o Governo busca criar um sistema tributário mais simples, neutro e homogêneo. Mas o que podemos esperar dele? Confira ao longo deste artigo.

Caixa Postal Fiscal: ferramenta para centralizar DT-e
Caixa Postal Fiscal: ferramenta para centralizar DT-e

Entenda melhor como uma ferramenta para centralizar DT-e, também chamado de Domicílio Tributário Eletrônico, pode ajudar o seu negócio.