Blog

Tudo sobre logística tributária

Tempo de leitura: 3 minutos

As empresas brasileiras precisam lidar com diversas despesas decorrentes de um sistema tributário bastante oneroso e complexo, certo? Nesse contexto, todas as formas lícitas de minimizar os custos com tributos podem exercer um papel importante. E é justamente essa a proposta da logística tributária.

Dentro de toda a complexidade da legislação tributária, existem diversos caminhos que podem ser seguidos por uma pessoa jurídica. Empresas que executam atividades muito semelhantes podem ter obrigações e custos bastante diferentes. Assim, o objetivo é encontrar os caminhos mais vantajosos para a sua organização.

Neste artigo, vamos compreender o que é logística tributária e como essa estratégia pode ajudá-lo a reduzir custos. Confira!

Emissão de guias

O que é logística tributária?

A logística tributária pode ser definida como um conjunto de técnicas criadas com o objetivo de reduzir os gastos com tributos. Por meio de um processo de planejamento tributário, as organizações conseguem encontrar condições mais favoráveis para cumprir todas suas obrigações tributárias.

Entre as técnicas que podem ser usadas na logística tributária estão a mudança de enquadramento tributário, exploração de incentivos fiscais e isenções, aproveitamento de créditos tributários, entre outras ações que geram benefícios diretos ou indiretos.

É importante ressaltar que a logística tributária utiliza de técnicas amparadas pela legislação. Ou seja, não podemos confundir esse conceito com evasão fiscal – que refere-se a deixar de pagar impostos ou omitir qualquer tipo de informação.

Como funciona a logística tributária?

Quer entender melhor como a logística tributária atua para reduzir a carga de tributos de uma empresa? Veja algumas das técnicas que podem ser aplicadas:

  • Mudança do enquadramento tributário: uma das técnicas de logística tributária é alternar o enquadramento entre Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real – buscando a opção mais vantajosa conforme o momento da empresa.
  • Diminuição da incidência de impostos: existem benefícios fiscais que são aplicados de formas diferentes no território nacional. Por isso, um artifício que pode ser usado é a transferência da sede da empresa para obter isenções tributárias de prefeituras ou de governos estaduais.
  • Prorrogação do pagamento: a logística tributária também pode encontrar formas de prorrogar o pagamento de tributos.
  • Revisão dos tributos: ao revisar todos os tributos pagos é possível identificar valores pagos a mais e também oportunidades de recuperação de crédito tributário.
Imagem de Edar por Pixabay

Como implementar uma logística tributária eficiente?

Afinal, como colocar em prática a logística tributária? Aqui estão algumas dicas para aplicar no seu negócio:

Otimize a distribuição geográfica

Levando em consideração que podem existir diferentes tipos de benefícios fiscais e diferenças na forma de tributação nos diferentes estados e municípios, é possível avaliar os locais que favorecem a sua organização.

Fique de olho nas alterações na legislação

A legislação tributária está em constante atualização no Brasil. Por isso, é importante acompanhar de perto todas as mudanças para aproveitar novas oportunidades e não ser pego de surpresa com novas exigências.

Faça um bom planejamento tributário

O planejamento tributário é um estudo detalhado sobre o enquadramento ideal para a sua empresa. Com base nas informações sobre receitas e despesas da empresa é possível definir qual dos regimes tributários é mais benéfico.

Explore os benefícios fiscais

Existem diversos benefícios fiscais que afetam empresas de diferentes setores, portes e localizações. Um bom exemplo disso é a isenção do IPI, da contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins nas operações internas para empresas instaladas na Zona Franca de Manaus.

Por conta disso, é sempre importante acompanhar os benefícios fiscais que podem gerar benefícios para a sua empresa. Isenções, reduções nas alíquotas, possibilidade de crédito tributário ou outras condições favoráveis são sempre bem-vindas para minimizar os custos tributários.

Incorpore a automação fiscal

Por fim, a logística tributária pode se beneficiar muito da tecnologia de automação fiscal. É possível reduzir custos e aumentar a produtividade de toda a equipe com o uso de soluções que automatizam processos relacionados ao pagamento de tributos – eliminando pagamentos duplicados ou a incidência de multas por atraso.

A Dootax tem uma plataforma que vai agilizar a sua área fiscal e ajudá-lo a promover uma redução nos custos tributários da sua empresa – incluindo a automação no recolhimento de tributos. É mais produtividade e economia para sua empresa!

Você já conhecia o conceito de logística tributária? Quer saber mais sobre automação fiscal? Então, não deixe de conferir nosso artigo que explica como automatizar a geração de guias.

Compartilhe
Sobre o autor

Alessandra Muniz

Deixe uma resposta

Posts relacionados

5 Motivos para ter uma Solução de DT-e no trabalho
5 Motivos para ter uma Solução de DT-e no trabalho

Veja agora os principais motivos para investir em uma solução de DT-e e simplificar o acesso entre o Fisco e o seu negócio.

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados
IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados

Descubra a principais informações sobre o IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados.

IVA ST ou MVA
IVA ST ou MVA

IVA ST ou MVA, os dois termos são utilizados com a mesma função: determinar a base de cálculo do ICMS em operações em que existe a antecipação do recolhimento.

Escritórios