Blog

O que faz o departamento fiscal?

Tempo de leitura: 3 minutos

O departamento fiscal é uma das áreas essenciais para a continuidade das operações de uma empresa. Independentemente do segmento de atuação ou do porte da companhia, todas as pessoas jurídicas brasileiras precisam lidar com inúmeras exigências legais relacionadas a tributos, obrigações acessórias e diversas mudanças na legislação sobre o tema.

Apesar de ter as suas atividades muito relacionadas apenas ao cumprimento de obrigações legais e realização de atividades de alto grau burocrático, a verdade é que o departamento fiscal pode ter um papel de protagonista para o sucesso de uma empresa – seja garantindo o cumprimento de todas as obrigações legais, reduzindo custos ou gerando informações úteis para a gestão empresarial.

Mas você sabe quais são as atividades desenvolvidas pelo departamento fiscal e qual é a sua importância dentro de uma organização? Descubra a seguir!

O que é o departamento fiscal?

Pode ser difícil de enxergar isso, mas todas as atividades de uma organização passam pelo departamento fiscal: a compra de mercadorias para o estoque, uma venda realizada a prazo, um empréstimo realizado para a compra de maquinário, o recebimento de um pagamento em atraso, entre várias outras transações que têm impacto na contabilidade.

O departamento fiscal é o setor da empresa responsável por fazer a escrituração de todas essas movimentações, apurar impostos e garantir que todas as obrigações legais estão sendo cumpridas. Entretanto, os profissionais do departamento fiscal podem ir além disso e gerar benefícios fiscais, reduzir custos e buscar créditos de impostos para compensação.

Emitir guias

Quais são as funções do departamento fiscal?

Para as pessoas que não lidam diretamente com o departamento fiscal, é muito comum ter a ideia de que os profissionais desse setor passam o dia inteiro apenas lançando notas fiscais e calculando impostos. Entretanto, essas atividades manuais ocupam cada vez menos tempo nas rotinas desses profissionais, que também exercem uma importante função estratégica.

Entender todas as funções desempenhadas pelo departamento fiscal é muito importante para compreender a sua importância dentro de uma organização. Veja quais são as principais:

  • Recebimento e escrita fiscal – que é a rotina de receber e escriturar todas as notas fiscais que passam pela empresa;
  • Conferência de toda documentação fiscal;
  • Lançamentos fiscais de entradas e saídas;
  • Emissão de notas fiscais de devolução, remessa para conserto e industrialização;
  • Atualização constante para acompanhar as mudanças na legislação fiscal e tributária;
  • Apuração de tributos;
  • Análise dos dados cadastrais dos fornecedores junto ao Fisco;
  • Auxílio na determinação de classificação Fiscal de novos produtos comercializados;
  • Entrega de obrigações acessórias, como as Escriturações Fiscais e Contábeis Digitais (EFD e ECD).
Escritório foto criado por pch.vector – br.freepik.com

Importância do departamento fiscal para uma organização

Como você pode deduzir com base nas funções exercidas pelo departamento fiscal, esse setor possui uma grande importância para que uma organização continue operando tranquilamente. Para reforçar o papel do departamento fiscal, vamos analisar os principais benefícios da atividade desempenhada pela área fiscal:

  • Cumprimento de todas as obrigações fiscais em dia, criando uma boa relação com o Fisco e reduzindo os problemas com a fiscalização, que podem gerar multas pesadas;
  • Aproveitamento de benefícios fiscais que podem ser responsáveis por reduzir os custos operacionais de uma empresa e impactar positivamente nos resultados financeiros;
  • Geração de informações úteis que podem ser aproveitadas pelo gestor da empresa na tomada de decisão;
  • Agilidade nos processos internos e garantia da circulação das mercadorias vendidas pela empresa;
  • Otimização e previsibilidade do fluxo de caixa em relação aos compromissos fiscais que geram custos, como o pagamento de impostos, taxas e contribuições.

Como a tecnologia impacta o departamento fiscal?

Ao longo deste artigo, entendemos melhor todas as funções que são desempenhadas pelo departamento fiscal, certo? Conforme abordamos anteriormente, grande parte dos processos manuais e repetitivos não são mais realizados pelo trabalho humano, mas sim por soluções digitais que permitem a automação de processos.

Isso só é possível graças à evolução tecnológica e softwares específicos para auxiliar o departamento fiscal. Entre essas soluções, estão aquelas que permitem o gerenciamento de documentos fiscais e guias de tributos, ou mesmo o cálculo automático dos impostos.

Os departamentos fiscais que incorporam essas novas ferramentas de automação conseguem dar um salto no seu desempenho e alcançar resultados ainda mais satisfatórios, eliminando custos e aumentando a produtividade do setor. Dessa forma, toda a organização sai ganhando.

Você já sabia o que faz o departamento fiscal? Gostaria de conhecer melhor as ferramentas de automação para esse setor? Então, conheça agora as soluções da Dootax!

Compartilhe
Avatar
Sobre o autor

Thiago Souza

8 comentário(s)
  1. Foi de grande ajuda, saber as obrigações desse setor. Obrigado !!

    1. Avatar Thiago Souza disse:

      Obrigado Lívia! 😍
      Continue acompanhando nossas matérias, sempre colocamos um tema novo!

  2. Avatar MARIA PENHA disse:

    Gostei da matéria, foi de grande ajuda.

    1. Avatar Carlos Lima disse:

      Que legal, Maria! Aqui no blog também têm outras matérias bem interessante: https://www.dootax.com.br/blog/

  3. Avatar Nathalia disse:

    Gostaria de saber se vocês não teriam um guia de estudo pois estou ingressando no ramo porem não tenho conhecimentos base como: O que estudar primeiro, quais buscas fazer…. Obrigada!

    1. Avatar Carlos Lima disse:

      Olá, Nathalia. Tudo bem? No próprio blog da Dootax você pode encontrar conteúdos interessantes para quem atua na área fiscal e tributária: https://www.dootax.com.br/blog/

  4. […] futuro? Essas são questões importantes para qualquer organização que busca ter mais controle no departamento fiscal. Neste artigo preparamos uma lista de tributos brasileiros – incluindo todos os impostos, taxas e […]

  5. […] sobre línguas estrangeiras, em especial o inglês. A cobrança existe, principalmente, entre as áreas fiscal, bancária e econômica. Mas diversas vagas específicas de outros concursos públicos também vêm […]

Deixe uma resposta

Posts relacionados

São Paulo passa a suportar autorização síncrona de NFC-e
São Paulo passa a suportar autorização síncrona de NFC-e

Conforme informações do grupo de trabalho da NFC-e na SEFAZ/SP, no início desse mês foram iniciados os testes para autorização da NFC-e através do modo síncrono. Desde 09/12 o ambiente de homologação da SEFAZ/SP passou a suportar a autorização das notas de maneira síncrona, ou seja, agora o envio e a resposta (autorização) da NFC-e […]

5 benefícios do repositório fiscal
5 benefícios do repositório fiscal

O repositório fiscal é uma ferramenta cada vez mais necessária nos tempos modernos, onde cada vez mais utilizamos a tecnologia à nosso favor!

ICMS-ST – Substituição tributária de ICMS
ICMS-ST – Substituição tributária de ICMS

Conheça a principais informações sobre o ICMS-ST – a substituição tributária de ICMS.

Escritórios